Monday, January 8, 2007

BCS Championship Game


O time da Florida trabalhou a temporada toda sem um tailback confiável. Seu kicker acerta apenas 30% de suas tentativas, e nenhuma de mais de 33 jardas. Os Gators estão ranqueados 118 de 119 entre todos os times da divisão I-A em penalidades, com 64 jardas por jogo.

Ohio State passeou pela temporada com sua excelente defesa, o ganhador do Heisman Trophy e apenas um jogo apertado.
Isso significa que o #1 Buckeyes (12-0) e o #2 Gators (12-1) se encontrarão hoje a noite tendo percorrido caminhos bem distintos

Um dos maiores desafios da temporada para Ohio State foi ficar concentrado durante longos períodos sem desafios. Os Buckeyes não jogaram contra um time ranqueado no período entre a vitória contra Iowa dia 30 de setembro e o jogo contra Michigan em 18 de Novembro. Apenas 2 de seus jogos foram decididos por menos de 17 pontos.

A temporada de Florida, ao contrario, viu um punhado de criatividade e inovação. Sete dos treze jogos de Florida foram decididos por 10 pontos ou menos.

Os Gators jogam com 2 QBs, se ajustando à deficiência nos kicks e conseguiram compensar a perda do DT Marcus Thomas, talvez seu melhor prospecto para o draft da NFL, expulso por consumo de substancia ilegal.

Os Gators sobreviveram um dos mais difíceis calendários da NCAA e, surpreendentemente, são colocados na final quando UCLA derrotou USC no último dia da temporada regular.

A maior parte da criatividade dos Gators tem sido usada no ataque. Seu melhor RB, DeShawn Wynn, correu para apenas 621 jardas, e foi parado por contusões.

Ultimamente os Gators tem confiado mais em Percy Harvin, que tem corredor da posição de QB e de seu reserva, Tim Tebow, o melhor recruta para QB da temporada passada.

Durante a última semana, o técnico Urban Meyer se refere aos seus QBs Harvin e Tebow como seus principais corredores.

É também difícil de acreditar como os Gators conseguiram combinar dois QBs, um sistema que freqüentemente se mostra desastroso.

O senior Chris Leak é o chamado “titular” e recebe a maioria dos snaps. Leak tem um dos mais bonitos passes de toda NCAA, mesmo que algumas vezes este passe seja para o adversário. Ele teve três interceptações, mas juntando tudo, conseguiu se firmar como top 20 em eficiência em passes.

Algumas das melhores jogadas de Florida esta temporada foram do QB Tebow, um true freshman que recebe de 10 a 15 snaps por jogo. Muitos quando precisam de poucas jardas ou estão em situação para a marcação de um TD. Situações que permitem a Tebow usar seus um metro e noventa e cento e três quilos para se arremessar para frente e conseguir as poucas jardas necessárias.

Tebow converteu um 4 e 1 contra Tennessee e abrir caminho para Leak dar o passe da vitória e passou para dois TDs contra Louisiana State na vitória por 23 a 10

Os Qbs de Florida aceiraram os seus lugares. “Não há brigas” diz Dan Mullen, o coordenador do ataque.

Com o ataque remendado, Florida tem que depender de sua defesa e special teams que tem se sobressaído em todas as áreas exceto os field goals de Chris Hetland.

A força destas duas unidades tem ajudado o ataque de Florida a jogar com suas forças e não rifar as bolas.

1 comment:

Danilo Muller said...

Bela analise Marcio. Coloquei um link no meu texto para a galera aparecer aqui.


Designer Ricardo Galache